Brasil

Fragmentos de crânio são encontrados em meio aos escombros do Museu Nacional

Três fragmentos de crânio foram encontrados em meio aos escombros do incêndio que destruiu o Museu Nacional/UFRJ, na noite de domingo, 2, e madrugada de segunda-feira,3, despertando as esperanças de que se tratasse de Luzia, o fóssil mais antigo da América Latina, com cerca de 12 mil anos.

A assessoria do museu, no entanto, informou na manhã desta terça-feira, 4, que não existe confirmação já que o material não foi ainda analisado e está cheio de fuligem. Além do mais, o museu tinha centenas das mais diversas coleções de fósseis humanos.

A assessoria informou ainda que o crânio de Luzia não estava em exposição – justamente porque era muito requisitado por pesquisadores –, mas tampouco estava protegido num cofre. O osso estava em uma caixa de metal que, não se sabe ainda, se resistiria ao fogo.

Fonte: Massa News – 04/09/2018

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduanda pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.