Araucária

Fim do horário de verão: como se adaptar à mudança

O horário barsileiro de verão termina à meia-noite de sábado (17) para domingo (18), quando os relógios devem ser atrasados em uma hora, retornando para as 23 horas. Pode parecer pouca coisa, mas assim como no início dele — em outubro de 2017 — agora exige uma adaptação do corpo. Segundo a otorrinolaringologista da Otorrinos Curitiba, Dharyemne Pucci de Araújo, a dica é mudar alguns hábitos dias antes, e aos poucos ir “atrasando” nosso corpo.

“Com o horário de verão nosso corpo está adiantado em 1 hora, e agora será necessário atrasá-lo. Sendo assim, após a mudança de horário teremos sono mais cedo e também podemos acordar mais cedo do que o necessário segundo o relógio”, diz Dharyemne.

Lembrando que os idosos podem enfrentar mais dificuldade para a adaptação ao novo horário. Isso porque é esperada uma redução fisiológica nas horas de sono e um aumento no tempo entre deitar e adormecer, contribuindo para uma maior sensibilidade às mudanças de horário.

 

 

BEM PARANÁ

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.