Araucária

Ex-diretor afirma que empresas pagavam propina após receberem da Petrobras em Araucária

O doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, prestam depoimento na tarde desta segunda-feira (13) ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato. Os dois assinaram um acordo de delação premiadacom o Ministério Público Federal em troca de benefícios como a redução de pena.

A ação penal inclui o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, o ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, e o ex-gerente da estatal, Pedro Barusco, entre outros investigados na décima fase da operação, deflagrada em março.

Na denúncia, foram apontados novos desvios de recursos em contratos com a Petrobras em obras na Refinaria Getúlio Vargas, em Araucária, no Paraná, e na Refinaria de Paulínia, em São Paulo.

Jornal do Brasil

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.