Brasil

Espumas químicas falham e incêndio em Santos avança

60b04aso8q_23eb67e32s_fileFalhou a tentativa do Corpo de Bombeiros de usar o chamado “cold fire”, espuma com grande capacidade de resfriamento, para extinguir o incêndio que atinge tanques de combustíveis da empresa Ultracargo, na região portuária de Santos (SP), desde quinta-feira (2). Por volta de 12h30 desta quarta (8), quando o produto começou a ser empregado, a Defesa Civil do Estado de São Paulo declarou que a situação estava sob controle. No entanto, o fogo reapareceu às 15h, quando o “cold fire” parou de ser jogado nos tanques. Também foi utilizado o LGE (Líquido Gerador de Espuma), sem sucesso.

No fim da tarde, a Defesa Civil informou que o fogo continua em um dos tanques. Segundo o coordenador estadual, José Roberto Rodrigues de Oliveira, o objetivo é resfriar o tanque que contém álcool anidro, que vaza e, por isso, volta a se incendiar. Segundo a Codesp (Companhia Docas do Estado de São Paulo), o trânsito de caminhões continuará interrompido nesta quinta-feira (9) nos dois sentidos da margem direita do Porto de Santos. A Prefeitura de Santos informou que Ministério da Integração Nacional se comprometeu a providenciar mais produtos químicos para ajudar no combate ao incêndio.

Em nota divulgada no início da noite desta quarta, a Ultracargo afirma que continuam as operações de combate ao foco do incêndio e de resfriamento dos tanques vizinhos, com sete rebocadores bombeando água.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.