Paraná

Enfermeira atropelada por motociclista no Batel recebe alta de hospital

enfermeira Adriane Aparecida Melnik, de 38 anos, recebeu alta do Hospital da Cruz Vermelha na tarde desta sexta-feira (27) e deve continuar o tratamento em casa, na Cidade Industrial de Curitiba. Ela foi uma das vítimas atropeladas por um motociclista na Avenida do Batel, no último dia 7 de julho. A sobrinha dela que também foi atingida, a pequena Laura, 8, saiu do Hospital Pequeno Príncipe na terça (24).

Segundo Giane Melnik, cunhada de Adriane, ela ainda vai passar por um longo período de adaptação até voltar às atividades normais, por causa da gravidade dos ferimentos. “O plano de saúde liberou o home care [tratamento em casa] 24 horas e ainda não sabemos quanto tempo vai levar para ela ficar completamente boa. Ela não lembra de nada do acidente e tem períodos que não se recorda de outras coisas, devido a uma cirurgia que fez na cabeça. A Adriane teve dois traumatismos cranianos, hemorragia cerebral, lesões nos dois pulmões, e fraturas na coluna, na pélvis e no braço, esta última exposta. Ela é uma verdadeira guerreira, a médica inclusive falou que ela é o milagre da UTI [Unidade de Terapia Intensiva]”, disse ela em entrevista à Banda B neste sábado (28).

A enfermeira ficou 13 dias internada no Hospital do Trabalhador e, após deixar a UTI, foi transferida para o Cruz Vermelha. “Eu até agradeço muito o atendimento, principalmente na primeira instituição, que a acolheu em um momento tão difícil. Toda vez que eu chegava lá, a minha cunhada estava limpinha e bem cuidada. O Cetac [Centro de Diagnóstico por Imagem], local onde ela trabalha, também ajudou com o aluguel da cama hospitalar para o home care. Agora, em casa, nós vamos conseguir tomar conta dela com mais carinho”, completou.

A pequena Laura, sobrinha da enfermeira, também apresentou melhoras significativas, segundo Giane. “Ela já está andando bem e começou a brincar devagarzinho. A Adriane ainda não consegue se locomover direito, por causa dos ferimentos na coluna. Cada passinho é uma vitória, uma grande coisa. Não dá nem para explicar a emoção de trazê-la para casa. Apesar de todas as lesões, nós estamos com muita esperança de que ela vai ficar bem logo, se Deus quiser”, finalizou.

Andamento do caso

O motociclista Leonardo de Magalhães Fonseca, de 22 anos, causador do acidente, também sofreu ferimentos e ficou internado no Hospital Marcelino Champagnat. Depois de receber alta, ele foi encaminhado para a Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran), onde colocou tornozeleira eletrônica.

A defesa de Leonardo afirmou que ele sabe o que fez e que vai arcar com as consequências. Ele responde o processo em liberdade.

 

 

BANDAB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.