Araucária

Empresa de ônibus demite 62 após prisão de dono em Araucária; ex-funcionário relata drama

Funcionários demitidos da empresa de transporte coletivo Transtupi estão preocupados com os salários atrasados e sem expectativa para o acerto da rescisão. A viação, que atuava em Araucária, na região metropolitana, perdeu a concessão da linha no dia 20 de janeiro e, no último mês, demitiu 62 trabalhadores – dos quais, 43 eram motoristas.

“Nós fomos mandados embora por ação coletiva e agora estamos com os pagamentos todos atrasados, desde fevereiro. A empresa disse para a gente assinar a rescisão sem nenhum sinal de data para transferir o dinheiro. Eles alegam que a prefeitura deve dinheiro, mas a administração nega”, contou um motorista da Transtupi, que preferiu não se identificar, em entrevista ao radialista Geovane Barreiro, durante o Jornal Banda B 2ª Edição, nesta sexta-feira (7).

De acordo com ele, muitas famílias estão sofrendo com o prejuízo na renda mensal. “Tenho um conhecido que precisava comprar remédio para a mulher grávida e estava sem dinheiro, até tive que ajudá-lo. Eu estou com a prestação do carro atrasada, como é que fico? Se nada for resolvido, na semana que vem vamos na frente da empresa exigir o que é nosso”, completou.

Sindimoc

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores da Grande Curitiba (Sindimoc) afirmou que conseguiu bloquear os bens da empresa Transtupi para pagar os salários atrasados dos funcionários.

“Mesmo sem poder circular, a empresa rodou até o dia 6 de março e não transferiu o pagamento para os trabalhadores. Nós, então, nos mobilizamos e conseguimos na justiça o bloqueio dos bens, que deve sair nos próximos dias para quitar essa dívida”, explicou Anderson Teixeira, presidente do Sindimoc.

De acordo com ele, o sindicato é dono ainda de outra ação, que pretende garantir também o pagamento da rescisão dos funcionários demitidos.
Sobre o imbróglio, a Banda B entrou em contato com a Transtupi, que declarou que não vai se pronunciar sobre o assunto.

Prisão

Suspeito de corrupção, o dono da viação Transtupi foi preso no último dia 21 de março pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco-PR). A ação fez parte da segunda fase da operação que denunciou supostas fraudes no transporte coletivo do município.

 

BandaB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.