Paraná

Em mais um arrastão, bandidos limpam passageiros que deixavam o Terminal Pinheirinho

No terceiro arrastão em menos de uma semana, bandidos armados assaltaram passageiros do ônibus que liga o Terminal Pinheirinho, em Curitiba, à Quitandinha, na região metropolitana, durante a noite desta segunda-feira (15).

De acordo com uma das vítimas, ela estava com três familiares no ônibus quando dois jovens, aparentando ser adolescentes, teriam sacado a arma contra a cabeça da neta dela antes de recolher aproximadamente vinte celulares. “Foi terrível, minha neta ficou muito assustada. Depois disso eles desembarcaram próximo a linha do trem no Tatuquara”, comentou.

Nos dois casos anteriores, ocorridos quarta e quinta-feira da semana passada, bandidos eram escoltados por um carro. O primeiro aconteceu na linha Circular Sul e, o segundo, na linha Futurama.

A Prefeitura de Curitiba informou que a Guarda Municipal intensificou as rondas na região para coibir os assaltos. Além disso, o serviço de inteligência da Guarda Municipal foi acionado para dar suporte à ação. A indicação sempre é que as pessoas ao perceberem movimentações suspeitas acionem a Guarda Municipal pelo telefone 153 ou a Polícia Militar através do 190. Os dois número também podem ser usados para repassar a identificação da placa do carro que estaria dando suporte ao grupo. O registro de Boletim de Ocorrência pelas vítimas com a descrição das características dos criminosos também é importante para que a Polícia Civil possa investigar os casos..

O 13º Batalhão da Polícia Militar também já havia recebido informações de supostos arrastões e disponibilizou policiais à paisana (Serviço Velado) nos ônibus e policiamento fardamento com patrulhamento nas proximidades de linhas potenciais e terminais. A empresa de ônibus da área também será contatada. A PM pede às pessoas que no momento deste tipo de ocorrência liguem para o telefone 190.

A PM lembra que nos terminais de ônibus é comum a existência de fiscais que podem ser informados do que esta ocorrendo, os quais podem (como qualquer outro cidadão) acionar tanto a PM quanto a Guarda Municipal, que agora também deve fazer patrulhamentos. Os terminais de ônibus são próprios municipais, de responsabilidade, portanto, da Guarda Municipal, mesmo assim a PM faz patrulhamento nestes locais e nas imediações de estações tubo.

Os ônibus, da mesma forma que os terminais, são de responsabilidade do município, no entanto a PM não deixa de realizar abordagem e monitoramentos neles, isto é, policiais do Serviço Velado fazem levantamentos, na tentativa de identificar suspeitos e prendê-los, o que acontece muitas vezes.

Porém, se estas ações criminosas estiverem ocorrendo nos ônibus e terminais, as pessoas devem verificar junto aos responsáveis se há câmeras de segurança, as quais podem ajudar na identificação de marginais. Se houver, estas imagens devem ser encaminhadas à Polícia Civil, a verdadeira responsável pela investigação de fatos ocorridos. À Polícia Militar cabe o patrulhamento preventivo e ostensivo em vias públicas.

Também é importante lembrar ao cidadão que o boletim de ocorrência é uma ferramenta fundamental no combate à criminalidade e no planejamento de policiamento. Se não há registros de boletins, a região afetada por aquela criminalidade não aparece oficialmente nas estatísticas e, portanto, continua sendo uma área segura. Então, o cidadão tem grande responsabilidade no combate à criminalidade desde a ação menos prejudicial até um homicídio, por exemplo.

BandaB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.