Brasil

Como lidar com o estresse e as preocupação do dia a dia

Demandas excessivas de trabalho, preocupação com o salário, desavenças com a chefia, tráfego intenso no caminho para a empresa. Todas essas são fontes de ansiedade que podem levar ao estresse e atrapalhar a vida pessoal e profissional. Como saber se essas preocupações estão afetando a saúde? O estresse é uma reação de ansiedade que decorre, principalmente, das preocupações no ambiente de trabalho.

De acordo com a terapeuta cognitivo-comportamental Milene Corrêa Petry, a ansiedade não é ruim. Trata-se de uma reação saudável que faz o ser humano ficar pronto para fugir de situações ameaçadoras ou de risco. Mas se torna prejudicial quando há um desequilíbrio, e as preocupações atrapalham o dia a dia e começam a tomar conta de outras áreas da vida. Quando não tratado, o estresse pode levar a crises de pânico e depressão. O tratamento é feito com psicoterapia e, em casos mais graves, medicação.

O psicólogo especializado em estresse Vitor Hugo Lopes Paese diz que as pessoas têm percepções diferentes com relação ao estresse e, em alguns momentos, identificam que estão sobrecarregadas. Mas, na maioria das vezes, convivem com o estresse até que ele se torne insuportável e só então buscam auxílio especializado.

Prevenção

É importante que o profissional esteja atento aos sinais de seu corpo e observe quando a situação está saindo de controle para diminuir o ritmo de atividade. O ideal, contudo, é prevenir a crise de estresse buscando um equilíbrio entre trabalho, lazer, ócio e relações sociais e familiares, que acabam deixadas de lado. “A atividade física é um preventivo da ansiedade por liberar endorfina, um hormônio neurotransmissor que faz com que a gente se sinta satisfeito”, explica Milene.

A psicóloga e consultora empresarial Layla Renata Arranjo destaca que as organizações estão dando mais atenção à saúde mental de seus funcionários atualmente. Evitar o estresse exige também ações pontuais por parte da empresa, como oferecer um ambiente de descanso para os colaboradores, e também outras medidas em larga escala. Isso implica, por exemplo, fornecer aos funcionários uma visão mais clara dos cargos e das possibilidades de crescimento, para que suas preocupações quanto a rendimento e remuneração sejam atenuadas. Uma relação mais próxima entre chefia e colaboradores também ajuda a diminuir as pressões. A presença do psicólogo na organização é importante para acompanhar os funcionários e encaminhar à terapia nos casos de maior necessidade.

 

Gazeta do Povo

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.