Esportes

Com gols nos acréscimos do segundo tempo, Brasil vence jogo sofrido contra a Costa Rica

A seleção brasileira sofreu muito, mas venceu a Costa Rica por 2 a 0 e deu passo importante para avançar às oitavas de final da Copa do Mundo. Os dois gols da vitória foram marcados apenas nos acréscimos do segundo tempo, com Philippe Coutinho e Neymar.

O jogo ficou marcado também pela polêmica envolvendo o árbitro Bjorn Kuipers. Quando a partida estava 0 a 0, Neymar caiu dentro da área após lance com o zagueiro González e a arbitragem marcou a penalidade máxima. Porém, o holandês voltou atrás após consultar o vídeo e anulou o lance.

Quando parecia que a situação do Brasil ficaria complicada na Copa do Mundo, os craques do Brasil decidiram a favor na reta final. Primeiro, Philippe Coutinho aproveitou lance dentro da área e aliviou a pressão em cima do time brasileiro. Já no último lance, Neymar recebeu cruzamento da direita e confirmou a vitória.

Com o resultado, o Brasil chega a quatro pontos na Copa do Mundo e está próximo da classificação para as oitavas de final. Para avançar em primeiro, sem depender de nenhum outro resultado, a seleção brasileira precisa vencer a Sérvia, na próxima quarta-feira (26), às 15h (horário de Brasília), em Moscou.

O jogo

A seleção brasileira encarou uma forte marcação da Costa Rica desde o primeiro minuto e Neymar mais uma vez foi o jogador mais visado pelo adversário. Com bola rolando, o Brasil levou perigo pela primeira vez em chute de Philippe Coutinho que mandou por cima do gol.

Assim como aconteceu na estreia, a maioria das jogadas brasileiras foi pelo lado esquerdo com Marcelo e Neymar. As outras duas chances de marcar do Brasil foram justamente com o lateral-esquerdo. Primeiro, o camisa 12 arriscou chute da entrada da área e mandou próximo da trave. Depois, chutou sem muita força e facilitou a vida do goleiro Navas.

O técnico Tite mudou no intervalo com a entrada de Douglas Costa na vaga do apagado Willian. Porém, não foi apenas no ataque que o Brasil mudou. A postura foi outra no segundo tempo e a seleção cresceu na partida para tentar abrir o marcador.

Após jogada dentro da área, a defesa recuou e Navas tirou de qualquer jeito. O rebote ficou nos pés de Fagner, que tentou cruzamento para Neymar, mas a zaga afastou a bola. Na sequência, a pressão continuou e Gabriel Jesus mandou, de cabeça, no travessão.

Ao contrário da etapa inicial, a seleção também jogou pelo lado direito para tentar passar pela retranca costarriquenha. Quando conseguiu, a bola parou no goleiro Navas, que salvou duas vezes em chutes de Neymar e Philippe Coutinho.

Outra aposta de Tite para furar a retranca da Costa Rica foi a entrada de Roberto Firmino na vaga de Paulinho. Mesmo com dois jogadores de referência, a bola pouco chegou no meio da área e o Brasil só levou perigo após uma falha da defesa adversária. Neymar ficou com a sobra, avançou em velocidade e a bola passou muito perto da trave.

No lance de maior polêmica da partida, Neymar caiu na área e o árbitro marcou a penalidade. Porém, após consultar o vídeo, ele anulou para revolta dos jogadores brasileiros. Os brasileiros seguiram nervosos em campo e Neymar e Philippe Coutinho receberam cartão amarelo.

Quando a partida encaminhava para terminar empatada, o Brasil conseguiu tirar o zero do placar nos acréscimos. A bola sobrou para Philippe Coutinho dentro da área e o camisa 11 chutou com força para o fundo das redes. Já no último lance, Neymar recebeu cruzamento de Douglas Costa e ampliou a vitória brasileira.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 2X0 COSTA RICA

Local: Estádio Krestovsky, em São Petersburgo (RUS).
Data: Sexta-feira, 22 de junho de 2018.
Horário: 09h (horário de Brasília).
Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL).
Assistentes: Sander Van Roekel (HOL) e e Erwin Zeinstra (HOL).
Árbitro de vídeo: Danny Makkelie (HOL).

Brasil: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Paulinho (Roberto Firmino), Philippe Coutinho, Willian (Douglas Costa) e Neymar; Gabriel Jesus (Fernandinho).
Técnico: Tite.

Costa Rica: Navas; Óscar Duarte, González e Acosta; Gamboa (Calvo), Celso Borges, Guzmán (Tejeda), Bryan Ruíz, Venegas e Oviedo; Urenã (Bolaños).
Técnico: Óscar Ramirez.

Cartões amarelos: Neymar e Philippe Coutinho (BRA); Acosta (CRC).
Gols: Philippe Coutinho (BRA), aos 45′ do segundo tempo, e Neymar (BRA), aos 50′ do segundo tempo.


Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.