Paraná

Com forças armadas, agora é guerra contra o mosquito ‘Aedes aegypti’

Soldados e oficiais do Exército, Marinha e Aeronáutica fazem neste sábado (13), em todo o País, uma grande ação de combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e o zika vírus. Coordenada pela Casa Civil da Presidência da República, a ação deve envolver cerca de 220 mil militares. Em Curitiba serão 2,3 mil homens do Exército e Aeronáutica nas ruas.

“Só em Curitiba colocaremos 2,3 mil homens nas ruas, distribuindo material para orientar a população e também identificando possíveis focos do mosquito. Queremos atingir o maior número possível de domicílios”, disse o general Flávio Marcus Lancia Barbosa, comandante da Artilharia Divisionária da 5ª Divisão do Exército, durante reunião de trabalho com secretários e técnicos de vários órgãos do Município, o prefeito Gustavo Fruet, a vice-prefeita Mirian Gonçalves administradores regionais e representantes das Forças Armadas.

Dentro da ação, cada Capital brasileira terá a visita de um ministro de Estado que acompanhará os trabalhos do Dia D. Para Curitiba quem virá é a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu.

A meta da mobilização nacional é visitar três milhões de residências, segundo o governo. A ação vai abranger todas as cidades consideradas endêmicas, de acordo com indicação do Ministério da Saúde, e as capitais do país. Entre os membros do primeiro escalão, apenas três não vão monitorar as ações, por estarem de férias ou em viagem ao exterior. A estimativa é que 356 municípios participem da campanha amanhã.

Mobilização

O ministro da Defesa, Aldo Rebelo, anunciou oficialmente ontem que 220 mil militares das Forças Armadas vão participar do Dia Nacional de Mobilização para o Combate ao Mosquito Aedes aegypti. Nessa etapa, que o ministro definiu como de mobilização, os militares serão deslocados para diversas cidades para a ação.

Aldo Rebelo explicou que 3,3 mil militares estão sendo preparados para aplicação de produtos químicos para matar o Aedes aegypti e que mais 50 mil estão em treinamento. Na ação de amanhã, os militares baterão à porta das casas junto com os agentes do Ministério da Saúde, aplicando larvicidas em caixas d’água e demais reservatórios se necessário.

“A etapa do dia 13 é para mobilizar a população. É preciso haver mobilização da população para que, permanentemente, removam-se das casas os focos de multiplicação dos mosquitos. O esclarecimento é importante para que cada família se mobilize permanentemente. Esse é o objetivo do sábado”, ressaltou.

 

Bem Paraná

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.