AraucáriaColunas

COLUNA PSICOLOGIA NO AR: Setembro amarelo – Vamos falar sobre suicídio?

Por Andressa Kasecker / Araucária no Ar

 

O setembro amarelo é uma campanha mundial que preza a prevenção de suicídio, com intuito de alertar a população sobre a realidade do suicídio e suas formas de prevenção. No Brasil a campanha teve início em Brasília, e começou pelo centro de valorização a vida, pelo conselho federal de medicina e pela associação brasileira de psiquiatria.

Falar sobre o suicídio é particularmente delicada, semelhante a outras situações de vulnerabilidade e sofrimento psicológico, preferimos o silêncio, este no entanto serve apenas como “máscara”, que visa esconder uma realidade de dor profunda, misturada com a vergonha, estigma e diferença.

O suicídio encontra-se entre as 10 primeiras causas de morte, sendo que por cada um deles ocorrem11 tentativas sem sucesso. Cerca de 20% das pessoas que tentam o suicídio e não procuram ajuda tornam a faze-lo.

Cada pessoa que pensa em tal ação tem seus motivos pessoais, muito particulares, muito profundos e extremamente dolorosos que levam a ponderar se vale apena continuar vivendo. O suicídio traduz o desejo de alguém que procurar escapar ou terminar com seu sofrimento.

É importante salientar que a presença de certas perturbações de humor (depressão, bipolaridade, esquizofrenia) podem contribuir para uma desorganização e desconforto emocional, podendo aumentar o risco para tais atitudes. O suicídio raramente é uma decisão repentina, portanto normalmente as pessoas dão sinais de alerta, eis ALGUNS exemplos que podem salvar vidas: – tornar-se depressivo, melancólico – Falar sobre a morte em demasia, sobre não encontrar razões para viver – Mudanças de comportamentos – Afastamento social, dificuldade de relacionamentos – Aumento do consumo de álcool, drogas, remédios – Insonia persistente  – Apatia  – Auto mutilação.

Se você desconfia que algum conhecido apresenta algum destes sinais, se lembre que você pode e deve ajudar: seja um bom ouvinte, não julgue, reconheça o sofrimento da pessoa, demonstre empatia, tome a iniciativa para conversar, não mude de assunto, não deixe a pessoa sozinha. Ainda como forma de ajuda podemos contar com o CVV (centro de valorização a vida) QUE ATENDE PELO TELEFONE 141. Procure ajuda especializada.

 

 

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.