AraucáriaRedação

Coletores de lixo de Araucária fazem surpresa para menino de 3 anos que os presenteou com chocolates na Páscoa

“Uma forma de retribuir o carinho que recebemos”. Assim descreveu Afonso Fila, de 48 anos, o motorista da empresa de coleta de lixo de Araucária, que se juntou aos coletores para entregar um presente ao pequeno Ian Ribeiro, de 3 anos, na noite de quinta-feira (29).

Amigo dos coletores de lixo, o menino os presenteou com chocolates na Páscoa. Menos de um mês depois, quem recebeu uma surpresa foi ele. “Fiquei muito feliz com o reconhecimento dele. Vi que ele realmente gostava do nosso trabalho, porque toda noite que passamos ele está lá para nos dar oi. Então resolvi ir atrás de um caminhãozinho para que pudesse brincar”, contou Afonso.

Depois de pedir autorização para o coordenador da empresa, Afonso contou aos coletores que trabalham com ele e todos aceitaram participar da surpresa. “Até um dos coletores que quebrou o braço e está afastado quis estar presente. Não consigo nem descrever a sensação que tivemos, algo muito bom mesmo. Tenho 48 anos, mas parece que voltei a ter 10, com vontade de brincar junto ele”.

Afonso, que trabalha há seis anos como motorista do caminhão de coleta de lixo em Araucária disse que não só ele, mas todos os colegas se sentiram respeitados pelo carinho do menino.

“Nós somos muito felizes com nosso trabalho, mas tem gente que faz de conta que a gente não existe, que torcem nariz quando passamos. Ver uma criança tão pequena valorizando a gente dá uma sensação de que o mundo ainda tem jeito. Se as pessoas lutarem e fizerem o bem, ainda temos chances de mudarmos as coisas”.

Uniformizado

Além do caminhão, que foi praticamente uma réplica do caminhão de lixo, os coletores também o presentearam com um uniforme. “Ganhou a camiseta, uniforme, um boné, uma luva. Pensa em como ficou faceiro”, contou Thalissa Ribeiro, de 30 anos, a mãe de Ian.

Segundo a mulher, depois da Páscoa, o carinho do menino pelos coletores só aumentou.“Ele manteve a rotina de esperar os coletores passarem. Pode estar chovendo, que mesmo assim ele insiste em querer ver os amigos dele. ‘Não tem problema, mãe, vamos com guarda-chuva’, diz ele pra mim”.

Por enquanto, o menino diz que quer ser bombeiro. Ian, com a pureza de uma criança que ainda está aprendendo a falar tudo o que pensa, se mostrou radiante com o presente. “Ganhei o caminhão, fiquei muito feliz. Vou brincar muito. Os coletores são meus amiguinhos”, disse o menino.

Feliz com o que aconteceu, a mãe do menino comentou que Ian, pela idade, a ensina muito. “Quanto mais ele cresce, mais eu vejo que ele se importa com as pessoas, tem amor e me orgulha demais ver que tudo parte dele. Deu para perceber que ele não vai ter preconceito nenhum, vai tratar todos de forma igual, indiferente da classe social, e sinto que estamos no caminho certo”.

Redação com G1

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.