Brasil

Ciúme excessivo é sinal de que amor virou dependência emocional, diz psicóloga

Por Marina Sequinel e Geovane Barreiro do Portal BandaB

 

O caso do homem que atirou contra a mulher e depois se matou em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, mostra o perigo da dependência emocional e dos relacionamentos abusivos. Segundo especialistas, o ciúme excessivo é um sinal de que o amor já não é mais um sentimento predominante no companheiro.

“Quando o sofrimento entra em cena, a paixão é deixada de lado e dá lugar a uma dependência emocional. Esse quadro faz com que a pessoa interprete situações sem nenhum tipo de vínculo com o que acontece na realidade. Ela sente, então, ansiedade, raiva e medo de perder o parceiro”, explicou a psicóloga Márcia Dallagrana em entrevista ao radialista Geovane Barreiro na segunda edição do Jornal da Banda B desta quinta-feira (6).

Segundo ela, nessa situação, o companheiro deixa de ter uma vida própria para controlar o outro. Por isso, é importante que a pessoa que sofre de dependência emocional procure ajude já nos primeiros sinais de ciúme, para evitar casos extremos.

“Antes da terapia de casal, é essencial que cada um tenha uma vida saudável sozinho, um hobby e se dedique a algo que goste, para que, no caso do fim de um relacionamento, a pessoa consiga seguir em frente sem maiores problemas”, disse.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.