Brasil

Chocolate faz perder o sono e especialista explica como consumi-lo adequadamente

chocolate21Conhecido e utilizado nas mais diversificadas receitas, considerado por muitas mulheres imprescindível para aliviar os sintomas de TPM, sendo fiel companheiro nos momentos de depressão ou tristeza, o chocolate é presença cativa na vida de grande parte das pessoas. Porém, o que poucos conhecem são os prejuízos que o consumo inadequado do alimento pode trazer ao organismo e, sobretudo, ao sono.

De acordo com um estudo da instituição americana National Sleep Foundation, o chocolate pode afetar a qualidade do descanso noturno, devido à quantidade de cafeína que traz em sua composição. A pesquisa demonstrou que a substância permanece no corpo por três ou quatros horas após o consumo, chegando a 12 horas dependendo do organismo. “A cafeína é uma substância estimulante do sistema nervoso central. Em doses moderadas, produz ótimo rendimento físico e intelectual, com aumento da capacidade de concentração e diminuição do tempo de reação aos estímulos sensoriais. Por outro lado, doses elevadas podem causar sinais perceptíveis de confusão mental, indução de erros em tarefas intelectuais, ansiedade, nervosismo, tremores musculares, taquicardia, zumbido e aumento do estado de vigília, comprometendo o sono”, explica a consultora do sono da Duoflex, Renata Federighi.

Ainda segundo a consultora, a quantidade de cafeína varia de acordo com cada tipo de chocolate. “Uma barra de chocolate ao leite de 450 gramas, por exemplo, contém 9 mg de cafeína. Pouco, se comparado a uma xícara de café normal, que possui cerca de 100 mg. Porém, ainda assim, é possível que o sono seja afetado, caso o indivíduo exagere no consumo. No caso do chocolate amargo, a quantidade de cafeína ainda é maior. São aproximadamente 30 mg, o que equivale a uma xícara de chá instantâneo e um pouco menos que uma xícara de chá a granel” ressalta.

Para aqueles que não conseguem viver sem chocolate, Renata explica que, nessas situações, o ideal é ficar longe da guloseima, no mínimo, cerca de três ou quatro horas antes de dormir. “Este é o tempo necessário para que a cafeína não prejudique a qualidade do descanso”, alerta. Ela ainda destaca outros itens que, assim como o chocolate, também podem prejudicar o sono. “Além do café, chás pretos e refrigerantes a base de cola devem ser evitados”, alerta.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.