Curitiba

Ceasa Curitiba adota sistema de senhas para o Mercado de Flores

A Ceasa Curitiba está intensificando os cuidados na circulação em seu mercado atacadista tanto de hortigranjeiros, como para a comercialização de flores e plantas ornamentais. “Estamos utilizando o sistema de senhas para a circulação junto ao Mercado de Flores. É uma forma de garantirmos a segurança e tranquilidade de todos, sejam os produtores, permissionários atacadistas, como também para os compradores e o público em geral”, afirma Paulo Ricardo da Nova, diretor agrocomercial e gerente da Ceasa Curitiba.

Ele destaca que a unidade mantém o alerta para as demais medidas de prevenção à Covid-19: evitar aglomerações, usar máscaras, higienizar as mãos com água e sabão, além da utilização do álcool gel em sempre que possível.

Outro trabalho permanente no Mercado de Flores é a pulverização diária dos corredores e banheiros da unidade. “Contamos com a colaboração de todos que circulam na unidade nos ajudando nesse processo de combate à pandemia, e cuidados necessários com o coronavírus”, diz Paulo Ricardo da Nova.

O Mercado de Flores da Ceasa Curitiba tem um pavilhão próprio com área coberta de 1.725 metros quadrados onde operam 20 comerciantes. Em média, por mês, são comercializados 54,2 mil quilos de produtos. O Mercado de Flores funciona de segunda-feira a sábado, com horário de atendimento das 6h às 14h.

AEN

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.