Brasil

Cartão de crédito cobra a maior taxa de juros desde julho de 1999

Agência Brasil

credit-card

As taxas de juros para pessoa física e jurídica voltaram a subir no mês passado, segundo levantamento divulgado nesta quarta-feira (11) pela Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade.

Todas as seis linhas de crédito pesquisadas para pessoa física sofreram elevação: juros do comércio, de 4,9% ao mês em janeiro, para 5,1% em fevereiro, e cartão de crédito, de 11,2% para 11,6%, a maior taxa desde julho de 1999.

Apresentaram elevação também o crédito direto ao consumidor (de 1,9% para 1,99%), empréstimo pessoal dos bancos (de 3,7% para 3,9%) e empréstimo pessoal por financeira (de 7,4% para 7,5%).

O cheque especial subiu de 9,1% para 9,4%, o maior desde julho de 2003. Na média, a taxa de juros para pessoa física ficou em 6,6% em fevereiro, a maior desde novembro de 2011.

As três linhas de crédito pesquisadas para pessoas jurídicas tiveram alta em fevereiro. O desconto de duplicatas (de 2,6% ao mês, em janeiro, para 2,69% em fevereiro); conta garantida (de 6,2% para 6,3%, a maior taxa desde janeiro de 2003). O capital de giro subiu de 2,1% para 2,15%. Na média, a taxa de juros para empresas, em fevereiro, ficou em 3,7%, a maior desde janeiro de 2012.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.