Paraná

Carli Filho será julgado em janeiro de 2016

A Justiça definiu a data do julgamento do ex-deputado Luiz Fernando Carli Filho para os dias 21 e 22 de janeiro de 2016. Ele é acusado de matar Gilmar Yared e Carlos Murilo de Almeida em um acidente de carro, em Curitiba, em maio de 2009. Carli Filho vai a júri popular.

Pouco antes da publicação desta matéria, o advogado Elias Mattar Assad, que representa a família de Yared, disse que ainda não sabia da definição. A reportagem tenta contato com a defesa do ex-deputado.

Acidente

Em 7 de maio de 2009, o carro blindado que o então deputado dirigia decolou em um trecho da Avenida Monsenhor Ivo Zanlorenzi, atingindo o veículo das vítimas, que entrava na mesma avenida fazendo uma conversão à esquerda. Gilmar Yared, de 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, de 20, morreram na hora.

O inquérito policial apontou que Carli Filho dirigia com velocidade entre 161 e 173 km/h; que ele estava com a carteira de habilitação suspensa por excesso de multas de trânsito; e que havia ingerido quantidade de álcool quatro vezes acima da tolerada à época.

A polícia divulgou a imagem de um radar no momento da batida, mas as imagens dos outros radares que teriam flagrado o carro do então deputado em outros trechos da rua nunca apareceram. O acidente comoveu o Paraná e o país, além de levantar um grande debate sobre a impunidade em crimes de trânsito.

A mãe de Gilmar, Christiane Yared, iniciou uma campanha que mobilizou milhares de pessoas: a maioria, mães e pais de outras vítimas de acidentes provocados por motoristas imprudentes. Em 2014, ela foi eleita por mais de 200 mil eleitores como a deputada federal mais votada no Paraná.

 

PrOn

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.