RMC

Calor e pouca chuva ampliam crise hídrica e rodízio de água pode ficar mais severo

A Sanepar alerta que a redução no consumo de água pela população é essencial neste momento. A empresa lembra que os  primeiros dias de outubro repetem o cenário do mês passado: temperaturas elevadas e poucas chuvas. Setembro registrou um déficit de 70% nas precipitações reforçando a estiagem severa que afeta o Paraná, principalmente na Região Metropolitana de Curitiba.

Nesta quinta-feira (01), a temperatura máxima na capital chegou a 34 graus, muito elevada para esta época do ano. A previsão para esta sexta-feira é também de calor excessivo.

Esse cenário mantém os mananciais com níveis críticos para o abastecimento.  As barragens do Sistema de Abastecimento Integrado estão com reservação pouco abaixo de 30%. A Sanepar alerta que se os níveis chegarem a 25% será necessário adotar um rodízio mais severo.

“A redução no consumo é essencial neste momento. Temos que atingir a meta de 20% de economia de água em todas as nossas atividades”, afirma o diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Julio Gonchorosky. 

AEN

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.