Mundo

Brecha no WhatsApp permite entrar em grupos e ler mensagens sem autorização

Há dois anos o WhatsApp incluiu em seu serviço de mensagem a criptografia de ponta-a-ponta, prometendo manter seguras as conversas dos seus usuários. No entanto, conforme relata o site Wired, parece que o sistema de segurando do aplicativo possui falhas que permitem a espionagem das conversas.

Um grupo de pesquisadores da Universidade Ruhr apresentou, nesta quarta-feira, 10, durante uma conferência de segurança do Real World Crypto uma série de falhas em aplicativos de mensagens que dizem ter criptografia, entre eles o WhatsApp, Signal e Threema.

O estudo mostra que, apesar de muitos aplicativos apresentarem falhas relativamente inofensivas, foram encontradas brechas graves no WhatsApp. Uma pessoa que controle os servidores do WhatsApp, como funcionários ou membros do governo, poderia adicionar uma pessoa em um grupo de conversa, de forma privada, sem a autorização do administrador – permitindo assim o acesso a todas as mensagens enviadas.

Leia matéria na íntegra aqui

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.