Brasil

Bebê ferido em ataque a creche de Santa Catarina apresenta melhora

O bebê de 1 ano e 8 meses que ficou ferido durante o ataque a creche em Saudades, no Oeste catarinense, está se recuperando, mas continua hospitalizado. De acordo com o boletim médico da manhã desta sexta-feira (7), o menino segue internado na enfermaria no Hospital da Criança de Chapecó sem previsão de alta.

A criança, que passou por uma cirurgia e chegou a ficar na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), teve ferimentos na bochecha, lábios, barriga e uma perfuração em um dos pulmões. Os cortes foram provocados por golpes de facão. Ela foi a única ferida sobrevivente do atentado que deixou cinco pessoas mortas na terça-feira (4).

“Ele está no quarto e agora é o processo de recuperação, vai levar alguns dias. Mas assim, graças a Deus, está correndo tudo bem. Temos que agradecer a todo o pessoal que está orando, que continue orando. Também peço que continuem e orem pelas famílias que perderam seus filhos, porque o meu se salvou, mas isso é muito difícil para as famílias também que perderam os deles, tanto os pais, as professoras, coleguinhas dele. É uma coisa assim, não tem palavras”, disse Diego Hübler , que é pai do bebê após a alta da UTI na quinta-feira (6).

O autor do atentado à escola infantil Pró-Infância Aquarela, de 18 anos, também está internado no mesmo hospital. De acordo com a unidade de saúde, ele passou por uma cirurgia e se recupera na UTI. O estado de saúde é considerado estável.

Após o ataque, o homem desferiu golpes contra o próprio corpo e foi encaminhado em estado gravíssimo ao Hospital em Pinhalzinho e depois ele foi transferido para a cidade vizinha. A Polícia Civil aguarda a recuperação do jovem fazer o interrogatório com o objetivo de descobrir a motivação do crime.

Família do bebê

Após o crime, o menino foi levado em estado grave para o hospital de Pinhalzinho e depois encaminhado para Chapecó. Um pouco antes do menino ser transferido, o pai do bebê falou sobre a saúde da criança e pediu orações para as famílias das vítimas (veja o vídeo mais abaixo). Os pais se revezaram na unidade de saúde parar cuidar do filho.”Peço que orem pelo meu filho e orem para que conforte os corações dessas famílias, porque isso não é fácil. Um filho sempre está preparado para enterrar o pai, mas nunca um pai preparado para enterrar seu próprio filho. Isso é a coisa mais triste do mundo”, disse o pai da única criança ferida que sobreviveu”, disse Hübler.

Veja quem são as vítimas do atentado

  • Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos, era professora e dava aulas na unidade havia cerca de 10 anos
  • Mirla Renner, de 20 anos, era agente educacional na escola
  • Sarah Luiza Mahle Sehn, de 1 ano e 7 meses
  • Murilo Massing, de 1 ano e 9 meses
  • Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses.

O que se sabe até agora

  • Um homem de 18 anos invadiu a escola Aquarela com duas facas às 10h de terça (4).
  • A creche fica na cidade de Saudades (SC), 600km de Florianópolis, e atende crianças de 6 meses a 2 anos.
  • 20 crianças estavam no local sob os cuidados de 5 professoras.
  • A primeira pessoa que o assassino atacou foi a professora Keli Adriane Aniecevski. Mesmo ferida, ela correu para uma sala, onde estavam quatro crianças e a agente educativa Mirla Renner, de 20 anos.
  • O homem chegou até a sala e continuou os ataques, matando Keli e três crianças. Mirla chegou a ser socorrida, mas não resistiu.
  • Todas as vítimas foram atingidas com, pelo menos, cinco golpes de facão.
  • O assassino tentou entrar em todas as salas da creche, mas professoras conseguiram se trancar e proteger as crianças.
  • Na casa do assassino, a polícia encontrou R$ 11 mil e duas embalagens de facas novas.
  • O velório e o sepultamento das cinco vítimas foram coletivos.
  • O homem foi autuado em flagrante por cinco homicídios triplamente qualificados, além de uma tentativa de homicídio contra a criança que foi ferida.
  • O Poder Judiciário de Santa Catarina converteu em preventiva a prisão em flagrante do autor.

Redação com G1

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.