Araucária

Araucária investe na infraestrutura de transporte de usuários do sistema público de saúde

Para ampliar o número de atendimentos e garantir um deslocamento adequado, a Prefeitura está investindo na infraestrutura de transporte dos usuários do sistema público de saúde. Desde junho, Araucária passou a contar com mais sete veículos para esse serviço, inclusive uma van adaptada. Todos foram locados por processo licitatório e o investimento mensal é superior a R$ 27 mil. O resultado é mais conforto e segurança para quem precisa do transporte.

A Central de Remoção de Pacientes, que contava com quatro ambulâncias brancas, agora tem disponível também duas vans, sendo uma adaptada para cadeirantes. Cada ambulância branca transporta um paciente acamado. A van adaptada tem capacidade para até quatro cadeiras de rodas. Os dois veículos são usados em Araucária e para Curitiba. Uma das vans, com capacidade para 15 ocupantes, está sendo utilizada para transportar pacientes que fazem hemodiálise em Campo Largo. Por mês, a Prefeitura paga R$ 7150,00 pela locação da van adaptada e R$ 3900,00 pelo aluguel da outra van.

Com a chegada das vans, foi possível colocar em desuso outros dois veículos que não estavam mais em condições adequadas para o transporte de pacientes. “Tínhamos dois ônibus. Um era próprio e foi baixado; o outro era locado e foi devolvido”, explica a coordenadora da Central, Eliane Kriger de Paiva. “Para a Prefeitura, a relação custo/benefício melhorou, já que nem sempre os ônibus circulavam com a capacidade máxima; para os usuários do transporte, é um serviço com mais qualidade”, afirma.

O serviço prestado pela Central de Remoção de Pacientes é imediato ou agendado pelos telefones 0800 643 3007 e 3614-7778. Serve para deslocamento de pacientes estáveis, já que para os casos de urgência e emergência é preciso acionar o SAMU pelo telefone 192. São aproximadamente dois mil atendimentos por mês feitos pela Central, que conta ainda com um carro pequeno próprio (com cadeirinha) para transportar crianças até o Pronto Atendimento Infantil (PAI), do PAI até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para exames, e ainda transporta os exames do PAI até o laboratório.

Os outros cinco veículos foram direcionados para o Programa Estratégia de Saúde da Família (PSF) na área rural e são utilizados para o transporte de funcionários e para as visitas domiciliares. São três vans que atendem as seguintes Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF): Lagoa/Capinzal, Tietê/Onças e Colônia Cristina. O valor mensal de locação de cada van é de R$ 3900,00. E ainda um veículo utilitário para as UBSF Guajuvira/Boa Vista, locado ao custo mensal de R$ 3040,00; e um carro pequeno para as UBSF Fazendinha/Rio Abaixinho, que custa aos cofres públicos R$ 1540,00 por mês.

 

SMCS Foto Carlos Poly

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.