Araucária

Araucária está no Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em semana especial

19_comb_exp_sexual_infantil1As atividades da Semana de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes iniciaram na segunda-feira (18) em Araucária. A palestra “Identifiquei uma violência, o que fazer?”, da policial militar Luci Belão fez parte da cerimônia de abertura do evento, que contou também com a apresentação da orquestra e do coral do Projeto Garoto Cidadão Iguatemi (da Fundação CSN) e com a divulgação de um vídeo com depoimento de mães de vítimas de violência.

Participaram do evento técnicos das áreas de assistência social, saúde, cultura, educação, Conselho Tutelar, presidentes de associações de bairros, representantes da rede de proteção, da Guarda Municipal, do poder legislativo, executivo e judiciário. Esses profissionais muitas vezes precisam agir prontamente em prol da garantia dos direitos da criança e do adolescente em casos de violação de direitos.

Os atendimentos de violência sexual de crianças e adolescentes constituem atualmente a maior demanda de trabalho do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) no município. A secretária municipal de Assistência Social de Araucária (SMAS), Ivana Chemello Opis, destaca que o trabalho de enfrentamento e as ações de proteção devem ser pensadas em conjunto com o maior número de atores envolvidos. “O abuso sexual de crianças e adolescentes é uma questão gravíssima, não é só uma questão de assistência social ou de um único órgão. Precisa ser executado como um trabalho em rede”, ressalta.

A coordenadora do CREAS, a psicóloga Simone Eloíse Vicente, incentiva que haja a denúncia pelas vítimas ou por pessoas próximas a ela que desconfiarem desse tipo de agressão. “A denúncia é muito importante, tanto para que a vítima obtenha amparo para superar essa violação e também para que o agressor não faça isso com outras pessoas. Temos vários meios para receber a denúncia, o próprio CREAS, a Delegacia da Mulher e o disque 100”, exemplifica.

Procure ajuda ou denuncie!

• CREAS: 3901-5256. Endereço: Av. Brasil, 298 – próximo ao Centro de Convivência;

• Conselho Tutelar: 3901-5365. End: Rua Joaquina Tonchak, 880, no Jardim Pequim;

• Disque 100 ou pelo e-mail disquedenuncia@sedh.gov.br – canal gratuito e anônimo;

• Escola, fale com professores, orientadores ou diretores;

• Unidade básica de saúde da sua região;

• CRAS de sua região;

• Delegacia da Mulher: 3642-8156. Endereço: Rua Honestálio Guimarães, 106 – centro;

• Polícia Militar: 190;

• Guarda Municipal: 153;

Abuso sexual

É a utilização da sexualidade de uma criança ou adolescente para a prática de qualquer ato de natureza sexual. O abuso sexual é geralmente praticado por uma pessoa com quem a criança ou adolescente possui uma relação de confiança, e que participa do seu convívio. Essa violência pode se manifestar dentro do ambiente doméstico (intrafamiliar) ou fora dele (extrafamiliar). Pode ocorrer com utilização de violência física e psicológica.

Exploração sexual

É a utilização de crianças e adolescentes para fins sexuais com proposta de lucro, objetos de valor ou outros elementos de troca. A exploração sexual pode ocorrer no contexto da prostituição, pornografia, redes de tráfico e no “turismo” com motivação sexual.

SMCS / Foto Carlos Poly

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.