Araucária

Araucária dá exemplo para São Paulo ao reduzir tarifa do ônibus

A grande mídia informou nas últimas semanas que São Paulo aumentou a tarifa de ônibus de R$ 3,80 para R$ 4,00 . Na contramão das gestões dos tucanos Geraldo Alckmin e João Doria, que combinaram o aumento, o município de Araucária, concedeu a gratuidade do transporte para todos os estudantes e reduziu a tarifa para os demais usuários de R$ 4,25 para R$ 2,90. Aos domingos, ninguém paga a passagem de ônibus. As catracas ficam livre, inclusive para quem vai para Curitiba.

“É a principal política pública da história de Araucária. Quando isentamos os estudantes nós colocamos R$ 180 no bolso dos pais todo mês. A mãe também está isentada para levar o filho à creche. O acesso à educação é gratuito na cidade”, diz Genildo Carvalho, secretário Municipal de Governo.

O município de Araucária, a 27 km de Curitiba, tem 140 mil habitantes. Tem o terceiro maior orçamento do Paraná (perde apenas para Curitiba e São José dos Pinhais). Possui cerca de 90 mil eleitores. O prefeito é Hissam Hussein Dehaini (PPS).

Afinal, que mágica fez a cidade de Araucária que governador e prefeito de São Paulo poderiam também fazer para beneficiar os paulistanos?

Carvalho explica que o município de Araucária tinha muita corrupção. “Muitos ex-gestores ainda estão na prisão, inclusive por corrupção no transporte coletivo. Nós fechamos a companhia municipal de transporte porque ela coordenava esquema de corrupção na tarifa. Demos um choque de gestão e fizemos um pente-fino no preço do km rodado pago pela Prefeitura.”

De acordo com o secretário, o problema do transporte público é a gordura nas planilhas. “Pneu, óleo diesel, etc., tudo superfaturado. Também existe o lucro das empresas que exploram o serviço. Se não cuidar, um ônibus que custa R$ 300 mil entra na planilha R$ 600 mil.”

Dentre as gorduras na planilha que foram cortadas pelo prefeito Hissam estavam a taxa de manutenção (depreciação) de 10% em cada ônibus, a taxa de administração de 10% paga para a empresa concessionária, redução do número de veículos de plantão e corte de linhas inúteis para a população. “Se há gordura, você paga o dobro nas taxas”, resume Carvalho.

“Até imposto pessoal e viagens pessoais do dono da empresa entrava na planilha da CMTC (Companhia Municipal de Transporte Coletivo)”, conta.

Genildo dá a fórmula para resolver o problema no transporte público: gestão, combate à corrupção e austeridade. “Utilizamos esse princípio na redução da tarifa do transporte, mas é uma política de governo para todas as áreas do município.”

De acordo com o secretário de Governo, em Araucária é só alegria. Segundo ele, uma família com cinco pessoas economiza quase R$ 1 mil por mês só com o transporte. “É como se fosse uma transferência de renda que gera oportunidade para todos. Desde o pobre que acessa a escola e se locomove mais barato até o empreendedor, que vê esse recurso se movimentando. Esse dinheiro é aplicado na economia local com a compra de uma geladeira, uma roupa, ou outro bem.”

Genildo Carvalho afirma que transporte é política pública social e de desenvolvimento econômico na cidade.

“É uma política social que gera oportunidades para todos. O pobre ganha e o empreendedor também ganha ao economizar com o transporte do funcionário e o dinheiro que o trabalhador deixa de gastar com transporte é retroinjetado no comércio. É o ganha-ganha, um círculo virtuoso”, comemora.

“O que se fez em apenas um ano é mais do que já foi em toda a História de Araucária”, orgulha-se o secretário de Governo que, junto com o prefeito Hissam, completará um ano no cargo na próxima segunda-feira (1º de janeiro).

O prefeito Hissam e o secretário Genildo Carvalho bem que poderiam dizer a Alkcmin e Doria: ‘se não sabem como fazer, deixem que nós sabemos fazer bem feito.’

Os municípios de Araucária e São Paulo são díspares pelas proporções, mas os princípios que norteiam — ou deveriam nortear — a administração pública são os mesmos.

PARA ENTENDER A REDUÇÃO DA TARIFA DO ÔNIBUS EM ARAUCÁRIA (PR)
Fonte: Prefeitura Municipal de Araucária

Exemplo: família de 5 pessoas constituída de pai, mãe e três filhos, uma criança em CMEI e duas ensino médio.

O casal para ir e voltar do trabalho economiza R$ 118,80 por mês.

A família despendia para levar a criança à creche R$ 187,00 e seus outros dois filhos para a escola (e voltar) custava R$ 374,00. Totalizando neste caso uma renda a família de R$ 679,80. No domingo esta família para se deslocar em lazer gastava 136,00.

Pois bem, hoje é de R$ 815,80 o montante economizado mensalmente pela família de cinco pessoas.

Ou seja, é a maior distribuição de renda já efetivada na história de Araucária e essa iniciativa supera a maioria dos programas sociais existentes no Brasil.

Para obter esses resultados foi um árduo choque de gestão que consistiu desde a fiscalização das planihas de custo do transporte coletivo, readequação e padronização do sistema com relação às linhas e horarios, rescisão de contratos superfaturados, ilegais e fraudulentos, corte de serviços desnecessários, por ultimo o extincao da companhia de transporte CMTC, a qual historicamente serviu de instrumento para fomentar a corrupção através do pagamento de propinas aos políticos locais, que se beneficiavam as custas do trabalhador araucariense.

Importante ressaltar que essa política pública é benéfica as empresas pois oportuniza a geração de empregos, com a economia no pagamento do vale transporte.

Veja exemplo: uma empresa de 50 colaboradores economizará por funcionário R$ 59,40, totalizando R$ 2.970,00 mês. Economia esta que possibilita a contratação mais colaboradores.

“Estamos devolvendo o poder o povo e especialmente no tocante ao transporte coletivo, estamos devolvendo a população aquilo que roubaram ao longo de 30 anos da existência da CMTC”, enfatizou o prefeito Hissam

A gestão Hissam tem o foco em melhorar a vida dos mais carentes e também fomentar as economia local com oportunidades para os empreendedores e o desenvolvimento do município.

 

 

ESMAEL MORAES

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.