Paraná

Aposentado vai a banheiro público, paga R$ 1 e toma susto com cena que nunca viu em 64 anos

Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento

 

 

Um aposentado de 64 anos achou que nunca veria em sua vida a cena que teve como palco o banheiro público da Praça Osório, no Centro de Curitiba, na tarde desta terça-feira (1°). Ele pagou R$ 1 e no local, em que pretendia apenas fazer as necessidades básicas, viu pelo menosdez homens em brincadeiras libidinosas, alguns inclusive já no ato sexual.

“Não me contaram, eu presenciei isso. Você paga R$ 1 para entrar e vê atos libidinosos ao vivo. Eu achei que com minha idade nunca veria isso. Alguns já estavam dentro do banheiro praticando atos sexuais e eu fiquei estarrecido”, contou em entrevista à Banda B nesta quarta-feira (2).

O flagrante aconteceu por volta das 14h30 e o aposentado se sentiu de mãos atadas. “A funcionária disse que não tem o que fazer. A prefeitura precisa colocar alguém com pulso, talvez um guarda municipal, para evitar que isso aconteça. Imagina isso para o turista que vem para a capita e precisa usar o banheiro. Se ele vê uma cena assim vai embora”, lamentou.

Procurada, a Prefeitura de Curitiba confirmou que já recebeu relatos deste tipo de situação nos banheiros públicos. De acordo com a administração, a orientação é chamar a Polícia Militar (PM) por se tratar de um atentado violento ao pudor. O funcionário da URBS (Urbanização de Curitiba) não tem autorização de intervir na situação, mas a PM sim.

 

BandaB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.