Araucária

Aposentado que não gostava de “som alto” é assassinado em Araucária

11083025_860578830646952_1361025155_n
Foto: Colaboração Comando Polícial

 

Por Aécio Novitski / Da Redação

Um crime bárbaro, chocou novamente os moradores do Jardim Fonte Nova em Araucária. Desta vez o crime foi registrado na Rua Guarapuava. Segundo informações da Policia Militar que atendeu a ocorrência, o aposentado José Henrique Pinto, de 67 anos estava em frente a sua residência, regando as flores, o que era uma rotina diária, quando hoje homens passaram pelo local, armados, e dispararam contra a vítima, que morreu na hora.

Segundo vizinhos de José, ele era uma pessoa muito boa, prestativa e adorava mimar a esposa. A única coisa que seu José não gostava era de bagunça e som alto, além de ligara para a polícia, seu José costumava dar um “puxão de orelha” nos jovens bagunceiros.

A polícia não descarta que o crime possa ter ligação com o incomodo do aposentado. Como seu José tinha uma rotina diária em frente a sua casa, facilitou a crime aos bandidos. O corpo do aposentado foi recolhido ao IML e a delegacia local passa a investigar o crime.

 

 

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

4 Comentários

Os comentários não representam a opinião deste site; a responsabilidade é exclusiva de seus autores. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Lamentável o ocorrido. Moro próximo ao fato. Escutei os tiros pela manhã, eram em torno de 06:30, acordei com os tiros. Que inversão de valores, a pessoa que matou preferiu assassinar a mudar sua atitude!! Sou jovem, som alto me irrita, imagine uma pessoa de idade!! Que Deus conforte a família.

  2. Muitas pessoas abusam do som alto e bagunça e esquecem dos vizinhos, o pessoal acha que pode fazer o que quiser e como quase nunca são punidos então abusam mesmo, quem paga são os cidadãos de bem. Espero que haja justiça e não mais um caso de impunidade.

  3. Infelizmente nesta cidade não existe respeito sobre a lei de perturbação do sossego, tem um boteco que não tem isolamento acústico que incomoda muito, pode chamar guarda municipal, policia, pai de santo mas ninguém resolve, estamos abandonados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.