Economia

Aplicativo Menor Preço ajuda a economizar também durante a pandemia

Depois da quinta alta nos preços dos combustíveis em apenas dois meses, o motorista de aplicativo de carona Antonio Ribeiro Fernandes passou a pesquisar diariamente os preços da gasolina e do álcool pelo aplicativo Menor Preço, criado pela Secretaria de Estado da Fazenda. “Carro não anda sem combustível e eu preciso dele para sustentar minha família. Antes de ir para rua eu comparo os preços e abasteço no posto mais em conta”, explica o motorista.

O aplicativo permite a comparação de preços de produtos, de forma instantânea, em diversos estabelecimentos – já são mais de 100 mil cadastrados em todo o Estado. A plataforma utiliza como base informações das Notas Fiscais de Consumidor Eletrônica (NFC-e) emitidas no Paraná.

Para saber se vai ter carne no almoço, a dona de casa Almira dos Santos também busca por economia por meio do aplicativo. “O preço da carne está nas alturas e eu nunca sei se vai dar para ter toda a semana, depende das ofertas e promoção dos mercados. Quando não dá o jeito é fazer ovo frito, que eu também pesquiso no Menor Preço, nem preciso sair de casa, a economia está na palma da mão”, conta Almira.

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), um levantamento sobre a variação de preços durante a pandemia apontou que, de março de 2020 a janeiro de 2021, o preço da Cesta Básica subiu 20,25% em Curitiba. A pesquisa mostra que a carne bovina de primeira sofreu um reajuste de 32,90%, o arroz parboilizado teve alta de 60,15% e o feijão preto ficou 58,26% mais caro.

Foi justamente pensando em facilitar a vida do consumidor na hora da economizar que o Menor Preço foi criado pela Secretaria da Fazenda e desenvolvido pela Celepar. A ferramenta, que é um desdobramento do programa Nota Paraná, registra, em média, 126 mil acessos diários. Já são mais de 400 mil usuários e o número vem aumentando ao longo da pandemia do novo coronavírus.

“O programa Nota Paraná é um importante instrumento de cidadania fiscal, e o Menor Preço também, pois por meio dele qualquer cidadão pode saber os preços praticados nos estabelecimentos e fazer a escolha que lhe for mais vantajosa, analisando o valor do produto e a distância que precisa percorrer para adquiri-lo”, explica o secretário estadual da Fazenda, Renê Garcia Junior.

A plataforma utiliza como base informações das 4,5 milhões de Notas Fiscais de Consumidor Eletrônica (NFC-e) emitidas todos os dias, em média, no Paraná.

Toda transação comercial tem o valor registrado e inserido no sistema do Menor Preço, independente de o consumidor colocar o CPF na nota ou não. “Esta é uma ferramenta de serviço. Todas as vendas são registradas, de maneira que se possa saber de fato onde estão os menores e maiores preços num determinado local, naquele dia e horário”, explica a coordenadora do Programa Nota Paraná, Marta Gambini.

BENEFÍCIOS – A diretora do Procon-PR, Claudia Silvano, é uma grande incentivadora do uso do aplicativo, indispensável para quem quer economizar. “É muito útil, pois os preços têm oscilado bastante. Muitas vezes você pode achar produtos com valores totalmente diferentes na mesma rua, na mesma quadra”, afirma.

As informações são atualizadas em tempo real sempre que um estabelecimento realiza uma venda. Toda semana mais de 10 milhões de preços são atualizados.

NA PRÁTICA – A interface do app é bastante simples. O primeiro passo é informar o produto desejado –  o que pode ser feito por nome, marca com a leitura código de barras na embalagem. Em seguida, o usuário recebe uma relação com os preços nas respectivas lojas em que são praticados e a distância a ser percorrida para chegar a cada uma. Basta selecionar o estabelecimento escolhido e a plataforma oferece opções de rotas. Também é possível compartilhar as ofertas encontradas pelo Menor Preço.

O aplicativo está disponível na web e nas plataformas Android e iOS. Acesse também no site da Secretaria de Estado da Fazenda.

AEN

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.