Brasil

Aneel anuncia bandeira vermelha, e energia continua mais cara

20140722120734

(FOLHAPRESS)

O consumidor terá de enfrentar mais um mês de tarifas altas no setor de energia elétrica. A conta de luz do mês de abril, segundo divulgado nessa sexta-feira (27) pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), será acrescida de R$ 5,50 a cada 100 kilowatt-hora (kWh) consumidos. Trata-se da aplicação do sistema de bandeiras tarifárias, que está em vigor desde janeiro. Para abril, a cor da bandeira novamente será a vermelha, como já ocorreu em janeiro e fevereiro. Especialistas do setor –e técnicos do próprio governo– acreditam que essa cor dificilmente irá mudar ao longo do ano. Isso ocorre porque a bandeira tarifária serve justamente para repassar ao consumidor o uso intenso das usinas térmicas, que são mais caras que as hidrelétricas.

Se esse uso estivesse sendo moderado, a bandeira seria amarela, e o aumento, de R$ 2,50 a cada 100 kWh consumidos. Caso não houvesse uso de térmicas, ou se ele fosse pequeno, a bandeira seria verde, sem aumento de custo para o consumidor. Com a falta de chuvas e baixo nível dos reservatórios das usinas, porém, todas as térmicas disponíveis no país estão sendo usadas. Até o ano passado, as distribuidoras assumiam essa despesa e repassavam para o consumidor, de uma vez, no momento do reajuste anual das tarifas.

Como o uso dessas geradoras se intensificou e o gasto subiu além do habitual, as distribuidoras deixaram de ter condições de fazer esse adiantamento, porque o grande desembolso começou a prejudicar o caixa dessas empresas. Mensalmente a Aneel divulga a cor da próxima bandeira que será aplicada. As distribuidoras de energia também são obrigadas a estampar a informação nas contas de luz enviadas para os consumidores.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.