Araucária

Além da vacina, combate a mosquitos é importante para se proteger da febre amarela

Antes mesmo do primeiro caso confirmado oficialmente no litoral do Paraná, Araucária já desenvolvia ações visando prevenir que a febre amarela possa chegar a moradores do município. A intensificação da vacinação recomendada a quase todos os públicos é apenas uma das maneiras de enfrentar a ameaça. O combate a focos de mosquitos é outra importante ação e que a comunidade deve se envolver. Não custa lembrar que, além da febre amarela, a dengue, o zika vírus e a chikungunya também são ameaças transmitidas por mosquitos.
A combinação de calor e a umidade, características típicas desta época do ano, facilita a reprodução de mosquitos e isso é motivo de alerta. Alguns cuidados básicos podem ajudar a evitar a reprodução e a manter Araucária livre de ameaças à saúde da população:

– Manter a caixa d’água sempre fechada com a tampa adequada;
– Manter bem tampados tonéis e barris d’água;
– Limpar bem a calha para evitar o acúmulo de água;
– Encher de areia a borda dos pratinhos dos vasos de plantas;
– Guardar as garrafas sempre de cabeça para baixo;
– Não jogar lixo nas ruas ou em terrenos baldios;
– Evitar que qualquer objeto que possa acumular água fique exposto à chuva.

Coleta – A Prefeitura disponibiliza o serviço de coleta de entulhos (exceto material de construção) para apoiar os moradores. Materiais como móveis, galhos, pneus e outros itens podem ser coletados mediante agendamento no telefone (41)3614-7480.
Em caso de suspeita de foco de mosquito em casas ou terrenos, os moradores podem encaminhar informações à Prefeitura (para fiscalização) por meio da Ouvidoria da Saúde: 0800-6437744 ou ouvidoriadasaude@araucaria.pr.gov.br .
Vacina – Todas as unidades básicas de saúde de Araucária estão realizando a vacinação de segunda a sexta-feira para quem nunca tomou a dose. As senhas da sala de vacinação estão sendo entregues das 8h às 16h30 nas unidades da área urbana e das 8h30 às 16h na área rural. As pessoas que moram/trabalham na zona rural terão atenção especial já que o risco é maior em regiões de mata; incluindo aquelas que buscam cachoeiras e trilhas aos fins de semana. A maior preocupação é com adultos de até 59 anos. Os profissionais de saúde da unidade básica mais próxima podem esclarecer quaisquer dúvidas sobre quem pode ou não ser vacinado.
Não há informações sobre a circulação do vírus da febre amarela em Araucária, mas é preciso sempre o alerta já que o mosquito Aedes Albopictus, nativo da região, pode ser um transmissor se for infectado.

 

Prefeitura de Araucária

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.