Araucária

Adote um cãozinho do CCZ!

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), unidade que faz parte da Vigilância em Saúde, (Secretaria Municipal de Saúde – SMSA), conta atualmente com 21 cães saudáveis para adoção. Embora os serviços oferecidos pelo CCZ sejam voltados à vigilância, prevenção e controle de zoonoses (doenças infecciosas que podem ser transmitidas entre animais e seres humanos), hoje há cães que vivem no local e estão para adoção após serem abandonados em frente a unidade ou depois de serem recolhidos pela equipe do Centro (considerando os casos estabelecidos em lei).

Por muitos anos consecutivos, inúmeros filhotes e cães adultos foram abandonados na região e em frente ao CCZ. Após a instalação de câmeras de monitoramento no local e campanhas de guarda responsável, o número de abandono naquela região diminuiu. No entanto, muitos dos animais que foram acolhidos ainda estão disponíveis para adoção.

Conforme determina a legislação, é atribuição do CCZ recolher animais que apresentem risco iminente de transmissão de zoonoses de relevância para a promoção e prevenção da saúde pública (por exemplo, raiva). O CCZ não recolhe animais saudáveis, agressivos ou acometidos por doenças sem interesse à saúde pública.

ANIMAIS PARA ADOÇÃO

Todos os animais disponíveis para adoção no CCZ são vacinados, castrados, vermifugados e totalmente saudáveis. A grande maioria é de porte médio ou grande e há os cães com os mais diversos temperamentos, ou seja, tanto os voltados para guarda, quanto os que convivem em harmonia com outros cachorros sendo também uma excelente companhia para a família.

Para conhecer os cães, entre em contato pelo telefone 3901-5283 ou Whatsapp 99927-1634 para agendar uma visita e ter mais informações.

SERVIÇOS OFERECIDOS PELO CCZ

– Vigilância das Zoonoses (raiva, leptospirose, hantavirose, toxoplasmose, febre amarela silvestre, doença de Chagas, tuberculose, cisticercose, brucelose, esporotricose, febre maculosa dentre outras zoonoses de notificação compulsória em casos humanos);

– Vigilância de epizootias, ou seja, morte de animais com interesse em saúde pública (como, por exemplo, morcegos e macacos);

– Prevenção e promoção da saúde no que se refere a acidentes por animais peçonhentos (aranhas, lagartas, serpentes, escorpiões) e situações de desequilíbrio envolvendo animais sinantrópicos (pombos, morcegos, roedores);

– Atividades de monitoramento de vetores de interesse à saúde (como exemplo o mosquito da dengue);

– Atividades de Educação em Saúde por meio de palestras, treinamentos e visitas domiciliares em conjunto com as equipes das Unidades Básicas de Saúde.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.