Paraná

Abelhas atacam usuários do transporte público em tubo de ônibus de Curitiba

O Corpo de Bombeiros respondeu a um inusitado chamado no começo da noite desta quarta-feira (2): no tubo de ônibus Itajubá, no bairro Novo Mundo, em Curitiba, abelhas atacaram dois cobradores e outras três pessoas que estavam no local.

De acordo com testemunhas, o caso aconteceu após alguém dentro do tubo matar uma das abelhas, o que fez com que as outras atacassem os dois cobradores, uma usuária do transporte coletivo e até mesmo outros dois pedestres. Todos foram encaminhados para o Hospital do Trabalhador, próximo ao tubo. A colmeia se encontrava em baixo do ponto de ônibus.

“Foi uma ligação atípica. A população nos informou que pessoas estavam sendo atacadas pelas abelhas. Acabamos isolando o local e chamamos o Siate para que atendesse todas as vítimas”, conta o Tenente Filipaki, do Corpo de Bombeiros.

“É uma situação perigosa, ainda mais sabendo que muitas pessoas são alérgicas a ferroadas de abelha”, afirma. “Nós orientamos as pessoas que, caso encontrem esses insetos dispersos e ‘nervosos’ como neste caso, se mantenham afastadas das abelhas. Caso a pessoa perceba que elas estão atacando, é importante acionar o Corpo de Bombeiros, nunca tentar resolver por conta própria”, acrescenta Filipaki.

Segundo a URBS, os tubos estão fechados para a solução do problema, com a previsão de que voltem a funcionar nas próximas duas horas.

O Corpo de Bombeiros respondeu a um inusitado chamado no começo da noite desta quarta-feira (2): no tubo de ônibus Itajubá, no bairro Novo Mundo, em Curitiba, abelhas atacaram dois cobradores e outras três pessoas que estavam no local.

De acordo com testemunhas, o caso aconteceu após alguém dentro do tubo matar uma das abelhas, o que fez com que as outras atacassem os dois cobradores, uma usuária do transporte coletivo e até mesmo outros dois pedestres. Todos foram encaminhados para o Hospital do Trabalhador, próximo ao tubo. A colmeia se encontrava em baixo do ponto de ônibus.

“Foi uma ligação atípica. A população nos informou que pessoas estavam sendo atacadas pelas abelhas. Acabamos isolando o local e chamamos o Siate para que atendesse todas as vítimas”, conta o Tenente Filipaki, do Corpo de Bombeiros.

“É uma situação perigosa, ainda mais sabendo que muitas pessoas são alérgicas a ferroadas de abelha”, afirma. “Nós orientamos as pessoas que, caso encontrem esses insetos dispersos e ‘nervosos’ como neste caso, se mantenham afastadas das abelhas. Caso a pessoa perceba que elas estão atacando, é importante acionar o Corpo de Bombeiros, nunca tentar resolver por conta própria”, acrescenta Filipaki.

Segundo a URBS, os tubos estão fechados para a solução do problema, com a previsão de que voltem a funcionar nas próximas duas horas.

 

 

Banda B-03/01/2018

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.