ParanáPolícia

Padrasto fez enteados reféns por 30 horas após ser chamado de pedófilo

O homem de 39 anos responsável por fazer reféns os enteados por quase 30 horas segue preso nesta quarta-feira (4) na cadeia pública de Nova Aurora, Oeste do Paraná. Ele afirmou que cometeu o ato porque vizinhos o acusavam de pedofilia, segundo a Polícia Civil

De acordo com a polícia, o homem chegou a unidade prisional por volta das 22 horas de terça-feira (3) depois de ser atendido na unidade de saúde do município de Cafelândia e ser medicado. Ele não reclamava de dores e nem estava com sinais de ferimentos.

Em depoimento, o padrasto contou que era acusado pela vizinhança que ele era pedófilo e abusava sexualmente seus enteados.

Nas declarações, o padrasto dos dois adolescentes de 12 e 14 anos, contou que amarrou as crianças e o interesse era acabar com o que “diziam a seu respeito”.

As forças de segurança do Estado acabaram com o cárcere quando invadiram a casa por volta das 18h15, quando tiveram a visão certa para evitar que as vítimas fossem expostas a qualquer tipo de risco. Antes de adentrar ao imóvel, os negociadores deram 30 minutos para que ele se entregasse, no entanto ele não revelou interesse.

Armados e com bombas de efeito moral, os agentes do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e também do COE (Comando de Operações Especiais) preparados para situações de riscos, libertaram a jovem de 14 anos e o menino de 12 e prenderam em flagrante o acusado.

Os reféns foram levados ao Hospital, avaliados pela equipe médica, mas também não estavam feridos, apenas com fome e sede.

O Conselho Tutelar irá acompanhar os dois e fará o encaminhamento necessário para atendimento psicológico.

O sequestrador será encaminhado a outra delegacia, por determinação, na região de Foz do Iguaçu.

Banda B

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduanda pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.