AraucáriaSaúde

Está de folga ou de férias? Aproveite para verificar se suas vacinas estão em dia

A unidades básicas de saúde de Araucária estão abertas normalmente durante o mês de janeiro. Esta pode ser uma oportunidade para aqueles que estão de folga ou férias de poderem verificar se as vacinas estão em dia. Uma das maiores preocupações do momento são os novos casos de Sarampo. O público de 20 a 29 anos é o que exige maior atenção por estar na faixa etária considerada mais vulnerável a esta doença altamente contagiosa.

Conforme informações da Secretaria Municipal de Saúde, de 28 de julho e 28 de dezembro de 2019, Araucária teve 5 casos confirmados de sarampo; sendo 02 em residentes de Curitiba e os outros 03 casos de residentes em Araucária infectados em Curitiba. A vacina é o único meio eficaz de proteger contra o sarampo, doença que é transmitida pelo ar (respiração, tosse, fala, espirro) e que pode ser contraída em qualquer idade (se a pessoa não está protegida pela vacina).

Quem tem até 29 anos precisa ter duas doses registradas da vacina. A partir dos 30 anos basta uma única dose. Em Araucária, a vacinação ocorre em todas as unidades básicas de saúde (urbanas e rurais). Para a vacinação é importante não esquecer de levar à UBS a carteira de vacinação e um documento de identificação com foto.

Os adultos (de 20 a 59 anos) também devem estar atentos à recomendação de quatro vacinas: “Hepatite B”, “Febre Amarela”, “Tríplice Viral” e “Dupla Adulto”. Todas essas vacinas estão disponíveis nos postos de saúde de Araucária; o morador precisa entrar em contato com a unidade de saúde mais próxima da casa para mais informações.

Viagem – No caso da febre amarela, a recomendação é que a dose única seja tomada com, no mínimo, 10 dias de antecedência da viagem; tempo necessário para o organismo criar os anticorpos. A vacina contra a febre amarela é ofertada gratuitamente a pessoas de 9 meses a 59 anos. As unidades básicas de saúde de Araucária realizam a vacinação de segunda a sexta-feira. No caso de quem não tem como comprovar já ter tomado a vacina (mesmo que há muitos anos), a recomendação da Saúde é para que a vacina seja fornecida.

Atenção – É muito importante destacar que a orientação de um profissional de saúde é fundamental já que, em alguns casos, a vacinação não é indicada (como pessoas com histórico de reação alérgica grave). A carteira de vacinação é um importante documento que deve ser bem cuidado e apresentado na unidade de saúde. É o registro de vacinação na carteira que define a necessidade de vacinação (ou novas doses). Visando garantir a proteção, a orientação é vacinar as pessoas que não têm registros vacinais, ou seja, quando há falta de comprovação de histórico vacinal.

Prefeitura de Araucária

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduanda pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.